Baga de macaco – Posoqueria latifolia (Rudge) Schult.

Baga de macaco - Posoqueria latifolia (Rudge) Schult. Espécie rara na mata atlântica nordestina.

Família: Rubiaceae.

Nome científico: Posoqueria latifolia (Rudge) Schult.

Nomes populares: baga-de-macaco, fruta-de-macaco.

DESCRIÇÃO DA ESPÉCIE

Árvore perenifólia, espécie secundária inicial (CITADINI-ZANETTE, 1995; ARCHANJO et al., 2012), secundária tardia (PIVELLO et al., 2006) clímax (AGUIAR et al., 2001). Sua altura atinge  até 15 m e seu diâmetro até 25 cm.

Folhas: simples, inteiras,opostas cruzadas, glabras,cartáceas, com ápice acuminado.

Flores: monóclinas, zigomorfas.

Fruto: drupóide esférico glabro de cor amarelo-alaranjada.

Floração: Outubro/Dezembro.

Frutificação: Julho/Agosto.

Sistema sexual: espécie hermafrodita (STANNARD,1995).

Vetor de polinização: beija-flores (PEREIRA,1984).

Dispersão dos frutos e sementes: pequenos macacos, macaco-bugio ou guariba (Alouatta guariba) (KUHLMANN,1975), a grupos de quatis (DADONA et al., 2002)

Ocorrência: Floresta Ombrófila Mista, floresta Ombrófila Densa, do Rio de Janeiro a Santa Catarina.

Ocorrência confirma: Vale do Sirigí, São Vicente Férrer – PE (Gilberto Vasconcelos – bioma urbano)

Utilização: carpintaria lenha e carvão.


Bibliografia consultada

CARVALHO, P.E.R. Espécies arbóreas brasileiras. Coleção Espécies Arbóreas Brasileiras, vol. 5. Brasília, DF: Embrapa 2014; Colombo, PR: Embrapa Florestas, 2014. 634 p.

CARVALHO, P.E.R.; ZELAZOWSKI, W.H.;  LOPES, G.L. Comparação entre espécies arbóreas nativas (arboreto linear), em Foz do Iguaçu, PR. Colombo: EMBRAPA-CNPF, 1999. 2 p. (EMBRAPA-CNPF. Pesquisa em andamento, 22). Biblioteca(s): AI-SEDE (FL 08523-CNPF EMB).

Deixe uma resposta

Meu endereço de e_mail não será divulgado.